sábado, 14 de maio de 2011

Teoria dos Campos Conceituais

Ao propor o estudo dos campos conceituais Vergnaud, devemos estudar um campo conceitual ao invés de um conceito, ele está afirmando numa situação problema qualquer, nunca um conceito aparece isolado, se pensarmos em uma situação aditiva extremamente simples, como por exemplo "João tinha 5 carrinhos e no natal seu pai lhe deu 2 carrinhos. Quantos carrinhos João tem agora?" podemos identificar vários conceitos aqui envolvidos, os quais a criança precisa ter adquirido para resolver com sucesso o problema, são eles: adição, temporalidade ( tinha= passado, tem agora= presente), contagem( depois do 5 vem o 6, depois o 7).
Segundo Vergnaud, um campo conceitual é um conjunto de situações, cujo domínio progressivo exige uma variedade de conceitos, de procedimentos e de representações simbólicas em estreita conexão.  Quando o professor propõe uma série de exercícios, com relação aos acertos, propomos que ele busque entender quais foram os meios utilizados pelo seu aluno para realizar a tarefa solicitada, já que o aluno pode utilizar diferentes caminhos para produzir uma resposta correta, mesmo que esta inclua exercícios que não aceitem mais do que uma resposta certa. Já quanto aos erros, a necessidade de analisá-los é ainda mais evidente, pois somente esta análise permitirá que o professor conheça as dificuldades enfrentadas por seus alunos e os meios para remediar a situação.
Para finalizar ensinar pressupõe um claro entendimento das atuais competências e concepções do aluno, de suas competências quando ele era mais jovem e das competências que ele precisará ter quando formais velho.


Bibliográfia:

http://www.ime.unicamp.br/erpm2005/anais/conf/conf_01.pdf

2 comentários:

  1. O texto foi bem sucinto, porém muito esclarecedor

    ResponderExcluir