terça-feira, 26 de abril de 2011

Números do Ar

   A respiração é algo tão importante e, ao mesmo tempo, tão automático, que normalmente não paramos para pensar na qualidade do ar que respiramos, exceto quando somos afetados por uma condição extrema. Algumas épocas do ano - principalmente o outono - deixam o ar muito seco, exigindo uma atenção especial de nossa parte, pois problemas respiratórios costumam lotar os consultórios médicos e hospitais.
   O ar é formado por uma mistura de gases, dos quais os mais presentes são o oxigênio e o nitrogênio. O oxigênio é o gás que nosso corpo utiliza para produzir a energia de que precisamos para estar vivos. Já o nitrogênio é um gás que não participa de reações químicas no corpo, mas compõe a maior parte do ar. A proporção de nitrogênio no ar em relação ao oxigênio é de 5 para 1.
   Explicando: há cinco vezes mais nitrogênio que oxigênio no ar. Assim, em cada 1 litro de ar, temos aproximadamente 200 ml de oxigênio, ou seja, o equivalente a um copo apenas.
   Outro aspecto importante é quanto à pressão do ar. O que ela significa?
   Vamos explicar o que é pressão com um exemplo: suponha que uma mulher de 60 kg esteja usando um tênis e pise em seu pé. Vai doer um pouco, mas provavelmente não lhe trará maiores consequências. Mas, se essa mesma pessoa pisar em seu pé com um sapato alto e bem fino, você gritará de dor. O que fez a diferença? A explicação é que no segundo caso, o "peso" dela está concentrado em uma área menor (a ponta do salto). Dizemos, então, que a pressão foi maior nessa situação. A pressão é a distribuição da força em uma certa área. Entendeu?
   Pois bem, apesar de não percebemos, o ar faz pressão sobre nossos corpos, e se essa pressão se alterar muito, sentiremos o efeito, às vezes, perigosamente.

Altitudes

   Quando subimos a grandes altitudes, o ar existente diminui, e a pressão do oxigênio também. Isso diminui a quantidade de oxigênio que é absorvida pelo sangue. A 7 km de altitude, apenas metade do oxigênio é absorvida pelo corpo, resultando em confusão mental, fraqueza e até mesmo coma. É por essa razão que os pilotos de avião que sobem a grandes altitudes são obrigados a respirar oxigênio puro em suas máscaras. Os alpinistas que escalam montanhas como o Monte Everest, de 8.845 m de altura, também utilizam máscaras de oxigênio, conseguindo até removê-las por alguns minutos, por terem-se aclimatado por várias semanas antes da escalada. Já uma pessoa normal não resistiria por mais de dois minutos e entraria em coma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário