sábado, 29 de janeiro de 2011

As 10 novas Competências para ensinar - Perrenoud

Com base no livro das 10 novas competências para ensinar do Perrenoud , eu escolhi para falar sobre a competência  7:Informar e envolver os Pais.

Competência 7 - Informar e envolver os Pais

7.1- Dirigir reuniões de informação e debate

   - Os pais que assistem a uma 'reunião de pais' sabem, ou descobrem, que este não é o momento apropriado para resolver os casos particulares. Mas, quando a situação do seu filho realmente os preocupa, podem ficar tentados a falar disso no meio de um problema geral: trabalhos de casa excessivos/insuficientes, disciplina/indisciplina, avaliação muito rigorosas/generosa, etc.

   - O professor terá que adquirir a competência de não marcar reuniões gerais quando os pais têm preocupações particulares. 

   - Uma das competências maiores é distinguir com clareza a sua autonomia profissional, a política educativa,os programas, as normas e as orientações da instituição.

7.2- Fazer entrevistas

   - A entrevista deve ser preparada, definidos os seus objetivos, modo de iniciar e de deixar os interlocutores à vontade.

   - Convocar os pais autoritariamente e tratá-los como acusados no tribunal não permite instaurar um diálogo de igual para igual.

   - A competência maior é saber situar-se claramente:partilhando responsabilidades,inquietações,mobilizando-os e utilizando um tom cortês.

7.3- Envolver os pais na construção dos saberes

   -Não se limita a convidá-los a desempenhar o seu papel de controle do trabalho escolar do seu educando, a mobilizá-los para a dinamização de oficinas,apresentar a sua profissão ou paixão, mas também envolver os pais na construção dos saberes isto é conseguir a sua adesão à pedagogia do professor.

   - Se quisermos a democratização do ensino, só nos resta defender uma pedagogia ativa e diferenciada, explicando - a aos pais e tentando conquistar os mais resistentes.

7.4- Enrolar

   - Nas relações com os pais devem ser evitadas algumas tentações: (i) negar fatos; (ii) insistir no seu caráter excepcional; (iii) admitir que há pessoas indesejáveis na turma; (iv) distanciar-se dos colegas; (v) invocar falta de autoridade ; (vi) afirmar que o interlocutor não é representativo ; (vii) referir- se as dificuldades das condições de trabalho ou de funcionamento; (viii) lembrar o respeito aos territórios, etc.

   - Saber informar e envolver os pais é ser capaz de utilizar apenas excepcionalmente esse tipo de argumentos. É assumir a incerteza e o conflito e aceitar a necessidade de instâncias de regulação.

   - A parceria é uma construção permanente,onde tudo correrá melhor se os professores aceitarem tomar a iniciativa, sem monopolizar a discussão, dando provas de serenidade.

Um comentário:

  1. Parabéns pela seriedade com que você trabalha este blog. Estou acompanhando sua evolução com muita satisfação.
    Abraço fraterno!

    ResponderExcluir